Andrey Lemos

UNALGBT

Andrey Roosewelt Chagas Lemos, da UNALGBT, nascido em Aracaju, no dia 02 de novembro de 1972, ingressou nos movimentos sociais em 1987, e desde 1994 atua no movimento social da luta antirracista e a partir de 1999 pelos direitos das pessoas Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros (LGBT). Foi vice presidente do Grupo Dialogay de Sergipe e foi presidente e fundador da Associação de Defesa Homossexual de Sergipe- ADHONS, participou da Conferência Nacional de Combate ao Racismo, Xenofobia e outras formas correlatas da intolerância no Rio de Janeiro em 2001, etapa preparatória para Durban, No período de 2003 a 2005, coordenou o setor de etnias da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Esportes de Aracaju/SE e em 2004 ingressou o curso de história licenciatura pela Universidade Tiradentes, concluindo-o em 2007, e especializou-se em Ensino de História e Novas Abordagens pela Faculdade São Luís de França, em 2008. Andrey é Ogãn Ojubonan no Ilê Axé Dematá Ny Sahára e no ano de 2005, passou a integrar a equipe do Programa Municipal de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (Aids) e Hepatites Virais de Aracaju como técnico e depois como coordenador de equipe até 2013. Nesse mesmo período integrou o Conselho Municipal de Saúde de Aracaju, e em seguida foi selecionado para o Comitê Técnico Nacional de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais do Ministério da Saúde para o período 2011/2012, colaborou com a elaboração do Plano Operativo da Política Nacional de Saúde Integral de LGBT, publicado em 2011 pela Resolução CIT nº 02 de 06 de dezembro de 2011.  A partir de maio de 2014 passou a compor a equipe do Curso Livre de Educação Popular em Saúde para Agentes Comunitários em Saúde e Agentes de Vigilância de Saúde – EDPOPSUS numa parceria do Departamento de Apoio à Gestão Participativa do Ministério da Saúde com a FIOTEC na condição de bolsista e,  atuou diretamente nas Políticas Nacionais de Saúde Integral das Populações Negra e de LGBT até abril de 2017.  Ativista do movimento social negro desde 1994 e da movimento social de LGBT desde 1999, coordenou o Projeto Giberú (Feira de Promoção da Saúde no Terreiro de Candomblé) do Ilê Axé Dematá Ny Sahára no bairro Santa Maria em Aracaju- Sergipe(2006-2014). Foi também membro titular do Fórum Estadual de Educação de Sergipe 2013/2014 e do Comitê Estadual de Promoção da Equidade e Educação Popular no SUS em Sergipe entre 2013/2014. Participou de varias redes nacionais de luta pelos direitos da população LGBT, em 2009 fundou a União de Negros Pela Igualdade em Sergipe e foi o primeiro coordenador nacional lgbt da UNEGRO no período de 2011 a 2016. Andrey  participou da delegação brasileira na Consulta sobre Saúde e Etnicidade onde debatemos políticas públicas para povos originários, afrodescendentes e povos Rom, entre os dias 8 e 10/2 de 2017, em Lima, Peru. Andrey é Tecnologista em Gestão de Políticas Públicas de Saúde, Mestre em Políticas Públicas em Saúde pela Fiocruz  e presidente da União Nacional LGBT.

pt_BR
es_ES en_US pt_BR